terça-feira, outubro 26, 2021

Falso médico tenta aplicar golpe em família de paciente internada pedindo transferência por PIX

Leia Também


Caso ocorreu em Santos, no litoral de São Paulo, e é investigado pela Polícia Civil. Falso médico tentou aplicar golpe em família de paciente internada pedindo transferência por PIX
Reprodução/TV Tribuna
Um homem que alegou ser médico tentou aplicar um golpe, pedindo uma transferência via PIX para a família de uma paciente internada no Hospital Guilherme Álvaro de Santos, no litoral de São Paulo. Ele disse atuar da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Covid-19 da unidade, e pediu R$ 550. Apesar da tentativa, a família não fez a transferência e denunciou o caso, que é investigado pela Polícia Civil.
Segundo a polícia, a tentativa de estelionato ocorreu na segunda-feira (11). A parente de uma mulher internada com suspeita de Covid-19 no hospital explicou que recebeu uma mensagem do suposto médico por meio do WhatsApp. Ele alegou trabalhar na UTI Covid, e disse que a paciente precisaria ser transferida para outro local, para que fosse realizado um exame.
De acordo com o suposto médico, seria necessária uma UTI móvel, que custaria R$ 550. O valor, segundo o falso médico, tinha que ser transferido via PIX. A parente, então, decidiu procurar o hospital para descobrir se era real ou não.
Segundo o boletim de ocorrência, depois do contato, o hospital ligou para a vítima informando que outras famílias também receberam mensagens de pessoas se passando por médicos e pedindo dinheiro. Eles esclareceram que se tratava de um golpe.
Ao descobrir que era um golpe, a parente procurou a Delegacia Sede de Guarujá, cidade onde mora. Segundo apurado pelo g1 junto à Polícia Civil, o caso é investigado como estelionato tentado, e as equipes já têm o telefone e e-mail do PIX utilizado na tentativa de golpe.
O g1 procurou a Secretaria de Estado da Saúde, que informou que as unidades estaduais atendem gratuitamente, como qualquer serviço do SUS. “Qualquer tentativa de cobrança deve ser denunciada às ouvidorias das unidades e comunicadas à polícia. A secretaria lamenta que bandidos se utilizem de um serviço público para praticar estelionato, e solicita a ajuda da imprensa para alertar a população sobre esse crime”, enfatiza a pasta.
VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1

Powered by the Echo RSS Plugin by CodeRevolution.

- Advertisement -spot_img

Mais Notícias

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Notícias Recentes